MECÂNICA
|
CURIOSIDADES
|
NOTÍCIAS



Chinês ganha Mundial de Xadrez (Imagem: Commons)

Ding Liren conseguiu vaga de jogador expulso e quebra hegemonia europeia no esporte.

Redação pecahoje.com.br

Neste dia 30 de abril, o enxadrista chinês Ding Liren conquistou o campeonato mundial de xadrez da FIDE em disputa na cidade de Astana, no Azerbaijão. O adversário foi o russo Ian Nepomniachtchi, número 2 no ranking mundial e melhor jogador do torneio classificatório à final.

A final foi disputada entre 9 e 30 de abril, vencida no tiebreak pela pontuação de 9½ a 8½. O chinês ganha o Mundial de Xadrez e fatura 1.1 milhão de euros, pouco mais que seis milhões de reais, e se manteve na terceira posição do ranking.

Os atletas da final disputando uma partida de xadrez.
A primeira partida da final, com Ian Nepomniachtchi à esquerda e Ding Liren à direita. (Imagem: Commons)

A classificação do atleta ao torneio dos candidatos ao título foi marcada por polêmicas. Na ocasião, Liren substituiu o russo Sergey Karjakin, desqualificado pela federação de xadrez após apresentar-se à favor do governo da Rússia durante a Guerra na Ucrânia. Outros torneios baniram a entrada de atletas russos a favor do confronto, como aconteceu durante as Olimpíadas de Inverno.

Liren não poderia participar do torneio pois não possuía o número mínimo de jogos requiridos. Isso se deu pela pandemia do coronavírus, que impediu as viagens do atleta. No entanto, a federação chinesa de xadrez organizou três torneios locais de forma rápida para que o atleta atingisse a quantidade de jogos necessários para competir no mundial.

Chinês ganha Mundial de Xadrez com Ding Liren disputando uma partida.
Liren se manteve na terceira posição do ranking mundial. (Imagem: Commons)

Já durante a disputa da oitava partida contra Nepomniachtchi, Liren teve sua provável abertura de jogo vazada na internet. O atleta russo afirmou não ter mudado sua estratégia mesmo após acessado a informação, enquanto Liren apenas admitiu que o vazamento era real após conquistar o título.

O mundial ficou marcado por não contar com Magnus Carlsen, enxadrista norueguês detentor do título de campeão mundial de xadrez entre 2013 e 2023. O atleta optou por não defender o título nessa ocasião, citando “falta de motivação”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENVIO IMEDIATOENVIO
IMEDIATO

O maior estoque
do Brasil

AVALIAÇÕES EXCELENTESAVALIAÇÕES
EXCELENTES

Altíssimo índice de
avaliações positivas

PREÇO IMBATÍVELPREÇO
IMBATÍVEL

Desconto à vista ou
parcelado sem juros

COMPRA 100% SEGURACOMPRA
100% SEGURA

Credibilidade e
comprometimento



Plataforma

VTEX
WhatsApp chat