MECÂNICA
|
CURIOSIDADES
|
NOTÍCIAS



BYD Han (Divulgação/BYD)

Marca chinesa chegou no Brasil em 2015 e agora oferta carros de passeio

Redação Pecahoje.com.br

Dentre as marcas chinesas que chegaram recentemente no Brasil, um dos destaques é a BYD Auto. A marca chinesa é um dos principais fabricantes de automóveis elétricos na China, à frente de marcas internacionais como a americana Tesla.

Nesse artigo, vamos conhecer um pouco da história dessa empresa.

O começo humilde na China

BYD Han
BYD Han (Imagem: Divulgação/BYD)

A BYD foi fundada por Wang Chuanfu, nascido em um vilarejo agrário em Anhui, uma das províncias mais pobres da China. Criado pelos irmãos após perder seus pais quando adolescente, Chuanfu se matriculou na universidade para estudar química, dedicando-se ao estudo de baterias.

Imagem de Wang Chuanfu.
Wang Chuanfu, fundador da BYD, teve infância humilde. (Imagem: Divulgação/BYD)

Após trabalhar anos como pesquisador para o governo, o químico fundou uma fábrica de baterias recarregáveis em 1995. O objetivo era competir com as importações japonesas oferecendo preços bem menores.

Os primeiros veículos da BYD

BYD Flyer
BYD Flyer, em sua versão exportada para a Rússia. (Imagem de DL24 sob domínio público)

A divisão automotiva da BYD surgiu em 2003, após comprar a Qinchuan Machinery Works, fábrica de carros com longa história no território chinês. O primeiro carro com o nome da empresa foi o BYD Flyer, veículo que já estava em desenvolvimento no período da aquisição.

BYD F3
BYD F3. Imagem por Navigator84 sob licença CC BY-SA 3.0 Unported (imagem remixada do original)

Em 2008, a fabricante lançou o F3, primeiro automóvel híbrido plug-in a ser vendido comercialmente no mundo. No entanto, por custar o dobro dos carros à combustão, o sedã não obteve muito sucesso. Ainda assim, o veículo seguiu em produção até 2021.

Apesar das baixas vendas, o lançamento atraiu o interesse da Berkshire Hathaway, empresa do magnata americano Warren Buffett, que adquiriu parte da fabricante ainda em 2008. Nesse período, a BYD passou a exportar alguns de seus veículos à combustão para diversos países do mundo.

A primeira tentativa da BYD no Brasil

BYD F0
BYD F0. Imagem por Navigator84 sob licença CC BY-SA 3.0 Unported (imagem remixada do original)

A imprensa automotiva brasileira especulou sobre a chegada da empresa chinesa no Brasil desde 2009. Na ocasião, a empresa responsável pela importação seria a CAOA, atual representante das marcas Chery e Hyundai no Brasil.

O BYD F0 chegou a ser flagrado no interior de São Paulo em fase de testes, mas o veículo não chegou a ser lançado no país. Temos um artigo inteiramente dedicado aos carros que quase chegaram no Brasil.

A chegada definitiva no Brasil

BYD D11B
O BYD D11B, um dos primeiros veículos da marca no Brasil. (Imagem: Divulgação/BYD)

A BYD chegou de vez no Brasil em 2015, após fundar uma fábrica de ônibus elétricos na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. Nos anos seguintes, outras duas fábricas foram abertas no país, dedicada à produção de módulos fotovoltaicos e baterias.

O modelo D11B faz parte da frota de ônibus públicos usadas na cidade de São José dos Campos. Já a prefeitura de São Paulo encomendou mais de dois mil ônibus elétricos para compor sua frota a partir de 2023.

Além da fabricação de ônibus, a BYD também participou da construção de linhas de monotrilho nas cidades de Salvador e São Paulo. Durante a pandemia do coronavírus em 2020, a empresa focou parte de sua produção para a fabricação de máscaras descartáveis.

Os automóveis da BYD lançados no Brasil

BYD Tan EV
BYD Tan EV (Imagem: Divulgação/BYD)

A empresa passou a lançar automóveis elétricos no Brasil em 2021, com a chegada do Tan EV. O SUV possui capacidade para sete passageiros e conta com 517 cavalos de potência. A autonomia reportada pela BYD é de 309 quilômetros.

BYD Han EV
BYD Han EV. Imagem por Jengtingchen sob licença CC BY-SA 4.0 International (imagem remixada do original)

No ano seguinte, o BYD Han foi lançado. O sedã de visual moderno possui autonomia de 349 quilômetros e os mesmos 517 cavalos do SUV.

Ambos veículos eram os modelos de passeio chineses mais caros lançados no Brasil. Vale notar que outros veículos chineses no país possuíam valores mais altos, como o E-JT 12,5, caminhão elétrico da JAC Motors vendido por 699 mil reais.

O futuro da BYD

BYD Song Plus estacionado.
BYD Song Plus. Imagem por Zoerides sob licença CC BY-SA 4.0 International (imagem remixada do original)

Em 2023, a marca adicionou outros modelos ao seu portfólio, com os híbridos Yuan Plus e Song Plus DM-I, com valores mais baratos que seus antecessores. O Song Plus é o 50º veículo mais bem vendido do país até junho de 2023, com 1096 unidades vendidas. Veja mais detalhes nesse artigo.

BYD Dolphin estacionado na rua.
BYD Dolphin. Imagem por User3204 sob licença CC BY-SA 4.0 International (imagem remixada do original)

Outro veículo que ganhou destaque é o compacto Dolphin, lançado no mesmo valores que outros elétricos, como os subcompactos Renault Kwid E-Tech, o Chery iCar e o JAC E-JS1. Para competir com o veículo da BYD, as demais marcas baixaram os valores de seus veículos de entrada.

Nas redes sociais, a BYD respondeu às reduções de preços da competição com aspereza. “Baixar o preço é fácil”, afirma a postagem no Instagram da marca. “Que tal aumentar a qualidade e a autonomia do seu carro pro nível do nosso?”, completa.

Onde comprar peças para carros chineses?

Loja de peças para carros chineses
Reprodução/pecahoje.com.br

Se você é proprietário de um CAOA Chery, Towner, Effa ou Lifan, conheça o Pecahoje, a loja de autopeças 100% especializada em veículos de marca chinesa. Conheça nosso catálogo à pronta-entrega para todo o Brasil nesse link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENVIO IMEDIATOENVIO
IMEDIATO

O maior estoque
do Brasil

AVALIAÇÕES EXCELENTESAVALIAÇÕES
EXCELENTES

Altíssimo índice de
avaliações positivas

PREÇO IMBATÍVELPREÇO
IMBATÍVEL

Desconto à vista ou
parcelado sem juros

COMPRA 100% SEGURACOMPRA
100% SEGURA

Credibilidade e
comprometimento



Plataforma

VTEX
WhatsApp chat