MECÂNICA
|
CURIOSIDADES
|
NOTÍCIAS



Um dos carros mais populares da história da Lifan Motors, o Lifan 320. (Fonte: Commons)

De crescimento meteórico, montadora exporta para diversos países e é líder de mercado na China.

Vamos conhecer a história e os carros que nunca chegaram no Brasil da montadora Lifan Motors.

O começo da história da Lifan e o primeiro lançamento

A montadora foi fundada em 1992 pelo empresário chinês Yin Mingshan. Ainda chamada de Chongqing Hongda Auto Fillings Research Centre, a empresa era dedicada à pesquisa e desenvolvimento de motores de motocicletas. Foi apenas em 2003 que a montadora saiu do mundo das duas rodas para entrar no mercado de fabricação de ônibus, motivado pela aquisição de uma fábrica automotiva. Trocou de nome, em 2004, para Lifan Industry Group, após perder uma batalha judicial com a montadora japonesa Honda, devido a similaridade dos nomes das empresas.

No entanto, apenas em 2005 que a empresa lançou o seu primeiro automóvel: o LF6361/1010, baseado no Daihatsu Atrai. No fim daquele ano, lançaram o primeiro automóvel com design original: o Lifan 520, equipado com um motor Tritec.

O primeiro carro inteiramente original da história da Lifan Motors, o 520.
Lifan 520, o primeiro veículo inteiramente original fabricado pela montadora. (Fonte: Commons)

A história da Lifan no Brasil

Vários carros da montadora chegaram no Brasil, como os conhecidos 320 e 620, os SUVs X60 e X80 e a picape Foison.  A Lifan exporta seus veículos para diversos países da América Latina e Caribe, como Guatemala, Peru e Uruguai, bem como outras nações asiáticas, como Laos, Azerbaijão, Irã e Síria. Na Itália, a antiga montadora italiana Martin Motors ofertou dois veículos chineses sob sua marca: o 520 e o 620, chamados de MM520 e MM620, respectivamente. 

Parte da história da Lifan em três imagens mostrando três carros estacionados.
Da esquerda para à direita: 820, 720 e Lotto. (Fonte: Commons)

Um exemplo de modelo da montadora que nunca chegou ao Brasil é o sedan 720, lançado em 2012, equipado com um motor 1.8 de 128 cavalos. A versão seguinte, o 820, possui um pouco mais de potência, 133 cavalos, atraindo o público pelo seu visual moderno e imponente. Por fim, a minivan Lotto tem capacidade para sete passageiros, oferecendo versões com transmissões manuais e automáticas.

Diversos veículos da Lifan ficaram bem pertos de chegar ao Brasil. Um deles é a M7, que foi mostrada em 2018 no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo de maneira a estimar a repercussão do público à minivan. Neste mesmo evento também foi exposto o SUV de sete lugares Maiwei, a ser ofertado no país sob o nome X7 MyWay, que tinha um lançamento agendado para o segundo semestre de 2019. Outro carro da montadora é o X70, que já estaria homologado e pronto para ser vendido desde o começo de 2020, mas teve o lançamento adiado por conta da pandemia daquele ano.

A Lifan Motors e o mundo dos esportes

Um destaque da história da Lifan, um Lifan 320 pilotando em uma pista de terra.
Diversos veículos da montadora disputaram torneios de rali na China. (Fonte: Commons)

Alguns carros da Lifan participaram de campeonatos de rali pelo mundo inteiro, como o Lifan X60 e o 320 – a história dessas disputas foi contada nesse artigo.

Em um de nossos primeiros artigos em nosso blog, comentamos que a Lifan era proprietária de uma equipe de futebol, o Chongqing Dangdai Lifan. O time disputa a Chinese Super League, principal campeonato do esporte na China. No elenco, destaque para os brasileiros Alan Kardec, com passagens no Santos e Palmeiras, e Fernandinho, ganhador da Copa Libertadores de 2017 pelo Grêmio, que recentemente foi nacionalizado chinês e agora joga pela seleção da China. Atualmente, a Lifan é apenas uma acionista minoritária do clube: o Chongqing Dangdai está nas mãos de outra montadora, a sino-italiana SWM, fabricante de motocicletas fundada pela Shineray. A empresa também fez outras aparições em eventos esportivos, como na APRC em 2013, torneio de rali ocorrido nos continentes asiático e pacífico, colocando um Lifan 320 para disputar a etapa chinesa daquele torneio. Falaremos mais a respeito do automobilismo com carros chineses em um artigo futuro.

De crescimento meteórico, a Lifan rapidamente tornou-se uma das principais montadoras automotivas do mundo. Conheça mais sobre as montadoras chineses, como a Chery, a JAC Motors e a Great Wall, no nosso blog.

2 comentários em “A história da Lifan Motors”
    1. Boa tarde Samuel, tudo bem? Nós temos o módulo BCM para Lifan 620 com os controles na nossa loja! Temos ele para veículos com dois ou três sensores de ré. Os links seguem abaixo:

      Versão com 2 sensores: https://www.pecahoje.com.br/modulo-bcm-do-alarme-com-controle-2-sensores-de-re—lifan-620/p
      Versão com 3 sensores: https://www.pecahoje.com.br/modulo-bcm-do-alarme-com-controle-3-sensores-de-re—lifan-620/p

      Se você tiver alguma dúvida sobre qual deles usar, entre em contato conosco pelo número (11) 2578-8448, seja por ligação ou por mensagem. Caso queira saber outros canais de atendimento, clique aqui.
      Nós temos um grande catálogo à pronta-entrega de Lifan 620! Veja mais clicando ou tocando aqui.

      Agradecemos pelo seu contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ENVIO IMEDIATOENVIO
IMEDIATO

O maior estoque
do Brasil

AVALIAÇÕES EXCELENTESAVALIAÇÕES
EXCELENTES

Altíssimo índice de
avaliações positivas

PREÇO IMBATÍVELPREÇO
IMBATÍVEL

Desconto à vista ou
parcelado sem juros

COMPRA 100% SEGURACOMPRA
100% SEGURA

Credibilidade e
comprometimento



Plataforma

VTEX
WhatsApp chat