MECÂNICA
|
CURIOSIDADES
|
NOTÍCIAS



Os chineses estão ganhando seu espaço no mundo automobilístico. Em um artigo anterior, mencionamos o triunfo do EP9, superesportivo elétrico da NIO que teria batido o tempo de outras máquinas famosas no desafiador circuito Nordschleife de Nürburgring, em Nürburg, na Alemanha. O feito é tão considerável que o veículo foi recriado em um simulador de corridas virtual recentemente. No entanto, o automobilismo não é sempre composto de supercarros especiais. Veja os carros chineses usados em corridas pelo mundo.

Chery

Um dos carros chineses usados em corridas, o Chery Tiggo7 em exposição em uma concessionária.
Chery Tiggo7. (Imagem: Commons)

A Chery possui vários carros usados em corridas de rali também. Um deles foi o Tiggo7, que finalizou o China Around Taklimakan, torneio de rali disputado no continente asiático desde 2005. De acordo com o site emiradense da montadora, a disputa foi feita com um piloto amador, Sun Baoli, proprietário de um Chery Tiggo7 que ganhou um concurso disputado por trinta mil donos de veículos da Chery, que buscava encontrar o melhor piloto para participar da competição.

Um carro chinês usado em corrida, o Chery Cielo passando por uma estrada de terra.
Um Chery Cielo na etapa Zhangye do campeonato chinês de rali em 2011. (Imagem: Commons)

Outro carro que disputou competições foi o Chery A3, conhecido no Brasil como Chery Cielo, que participou do torneio chinês de rali no ano de 2011, sem atingir resultados expressivos.

A fabricante iniciou suas operações na China em 1997 produzindo o Chery SQR7160 usando o chassi do SEAT Toledo, sedã de origem espanhola. A empresa fez diversas associações ao longo de sua recente história, desembarcando no Brasil em 2009 com o lançamento do Chery Tiggo. O maior sucesso da empresa foi o conhecido Chery QQ, que recebeu diversas versões nos últimos anos – inclusive uma versão elétrica inspirada em “sabores de sorvete”. Saiba mais sobre a montadora nesse artigo.

Lifan 320

Um Lifan 320, um carro chines usado em corrida, em uma pista de terra.
Um Lifan 320 em uma corrida válida pelo Campeonato de Rali da Ásia e Pacífico de 2013. (Imagem: Commons)

O famoso Lifan 320 fez diversas aparições em ralis pelo mundo inteiro. Isso faz este carro parecer ainda mais com os automóveis da montadora Mini, dado que o clássico Mini Cooper foi uma escolha popular para diversas equipes de rali antigamente. Duas versões do veículo participaram da etapa chinesa do Campeonato de Rali de Ásia e Pacífico, mas não chegaram a conseguir bons tempos.

De acordo com o site da montadora, o Lifan 320 venceu 23 torneios chineses de rali. Alguns triunfos também ocorreram fora da China, também. No Brasil, o veículo conquistou o Rally de Erechim de 2013, no Rio Grande do Sul, na classe de carros não homologados, sob o comando dos uruguaios Pablo Pereira e Juan Pereira. Já no Uruguai, a equipe Lifan320 Racing Team venceu a edição de 2012 do campeonato nacional deste esporte.

Lifan X60

Um dos carros chineses usado em corridas, o Lifan X60 em uma pista.
Um Lifan X60 em preparações para o Campeonato Chinês de Rali, em Guangdong, em 2011. (Imagem: Commons)

Outro veículo da Lifan que participou de competições desta natureza foi o Lifan X60. Novamente de acordo com a montadora, o veículo conquistou seis títulos no Campeonato de Rallycross da China. Na edição de 2014, disputada em Liuzhou, a equipe venceu o torneio em duas categorias.

A montadora chinesa Lifan foi fundada em 1992 inicialmente como uma fabricante de motores para motocicletas. Seu primeiro veículo de passeio foi lançado em 2005, com o nome LF6361/1010, com sua chegada no Brasil acontecendo em 2010. Saiba mais no nosso artigo dedicado à montadora.

Great Wall

A montadora foi uma das mais bem-sucedidas no cenário automobilístico internacional. A equipe conseguiu excelentes desempenhos nas edições de 2012 e 2013 do Rali Dakar, um dos principais torneios de rali no mundo, alcançando a sexta posição nessas ocasiões. Em 2014, à bordo de um Haval H8, a equipe conseguiu conquistar a oitava colocação.

A montadora teve seu início em 1984 produzindo veículos militares e utilitários até mudar seu foco para SUVs e semelhantes a partir de 2010. A GWM tem planos para uma chegada ao Brasil, após a compra de uma fábrica em Iracemápolis, interior de São Paulo, anteriormente de propriedade da Mercedes-Benz. Saiba mais sobre a montadora nesse artigo.

Chana/Changan

Um dos carros chineses usado em corridas, o Changan EADO XT em uma rua de terra.
O Changan EADO XT, veículo da Changan Racing Team. (Imagem: Divulgação/Changan Racing Team)

Já a Changan Chana tinha uma equipe, a Changan Racing Team, disputando campeonatos de rallycross na América Latina. Com o CS15, a montadora atingiu o título do Campeonato Paraguaio de Rallycross Country no grupo T1/Nafta em 2018. Já com o EADO XT, a equipe se sagrou campeã do torneio sul-americano de rali em 2018, na categoria RC5, com uma vitória no Rally del Chaco, do Paraguai.

A Chana foi a primeira montadora chinesa a chegar no Brasil, com o intuito de reviver o mercado de carros comerciais de pequeno porte no país. Saiba a origem do nome e a história dessa fabricante neste artigo do nosso blog.

Redação pecahoje.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ENVIO IMEDIATOENVIO
IMEDIATO

O maior estoque
do Brasil

AVALIAÇÕES EXCELENTESAVALIAÇÕES
EXCELENTES

Altíssimo índice de
avaliações positivas

PREÇO IMBATÍVELPREÇO
IMBATÍVEL

Desconto à vista ou
parcelado sem juros

COMPRA 100% SEGURACOMPRA
100% SEGURA

Credibilidade e
comprometimento



Plataforma

VTEX
WhatsApp chat